Pesquisar este blog

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Anúncio Antigo 5: o filme Tubarão




Houve época em que o lançamento de um grande filme nos cinemas fazia as distribuidoras apelarem para uma verdadeira reciclagem de reprises com histórias que tivessem alguma relação com a fita comercial que estava em lançamento. Foi o caso do filme "Tubarão" (1975), que revelou o então  jovem diretor Steven Spielberg. No Brasil, "Tubarão" estreou no verão de 1976 e foi um grande sucesso. Na mesma época de seu lançamento apareceu em alguns cinemas de São Paulo um "falso" Tubarão, com o subtítulo de "Morte Branca em Água Azul" (foto acima) e que ainda vinha com a frase "o mar não está para peixe". De fato, em termos de plágio não estava mesmo, uma vez que nem filme de longa-metragem era. Tratava-se de um documentário sobre o tubarão branco e os nomes que aparecem como sendo de atores eram na verdade de biólogos e oceanógrafos. Anos mais tarde, esse mesmo documentário apareceu em um programa do Globo Repórter, mas dessa vez como uma reportagem sobre o famoso predador marinho. Imaginamos que muitos espectadores tenham caido na armadilha.






Por essa razão, o anúncio do verdadeiro Tubarão veio depois com uma advertência contra os "falsos Tubarões" que pretendiam "usurpar" o êxito do filme original (foto acima).  
Apesar de jovem, o diretor Spielberg já vinha de algumas experiências em filmes feitos para a televisão, entre os quais o ótimo "Encurralado" (1972) que depois do sucesso do diretor foi exibido também nos cinemas. Na sequência vieram "Contatos Imediatos do Terceiro Grau", "ET" e a série Indiana Jones.
Será que Steven Spielberg ficou sabendo desse golpe contra o seu Tubarão?
Ah, já ia me esquecendo, o filme Tubarão teve sequências: Tubarão 2 e Tubarão 3 (este último em terceira dimensão). Mas Spielberg não caiu na tentação de dirigi-las.

Nenhum comentário:

Postar um comentário