Pesquisar este blog

sábado, 8 de outubro de 2016

A Melhor Frase da História do Cinema (e algumas outras)





A melhor frase da história do cinema. Para este que vos escreve, é claro! Muito embora a mesma apareça em qualquer lista das frases mais famosas exibidas em filmes. Penso, sobretudo, na minha condição de historiador para escolhe-la, uma vez que diz respeito a determinados fatos e eventos que podem marcar a história, sobretudo aqueles cuja desmistificação é difícil e complicada, mesmo quando se tem fontes e recursos documentais para que isso seja feito. 
Bem, a frase em questão apareceu na sequência final do filme "O Homem que Matou o Facínora" (The Man Who Shot Liberty Valence. E.U.A., 1962. Na foto acima, o cartaz original do filme) do grande diretor americano (mas, de origem irlandesa) John Ford. Na trama em questão, de nada adiantou o senador Ransom Stoddard (no filme interpretado por James Stewart) tentar estabelecer a versão correta a respeito da morte do bandido e pistoleiro Liberty Valence (vivido pelo ator Lee Marvin). A versão que prevalecia colaborou para que o personagem Stoddard entrasse para a política e se lançasse ao Senado dos Estados Unidos em vários mandatos. 



Ao final da entrevista do senador (que conduz a narrativa do filme), o diretor do jornal Shimbone Star, vivido pelo ator Carleton Young (a esquerda, na imagem acima) em um gesto de enorme impacto simbólico, proferiu a frase que para mim, soou como uma sentença cruel para todos aqueles que tem a preocupação em investigar os fatos e acontecimentos históricos:

Aqui é o Oeste. Quando uma lenda se transforma em fato, imprima-se a lenda!

Em seguida, toda a papelada com a entrevista é simplesmente jogada fora e incinerada. Qual a "verdade" que o senador tentou esclarecer com relação à morte do temido pistoleiro do oeste americano e não conseguiu? Ora, não vou tirar o prazer do caro leitor, caso o mesmo queira verificar assistindo ao filme (disponível em DVD) que ainda conta com a atuação do astro dos filmes de western John Wayne. 
Mas a frase ressoa em nossos ouvidos. Para que buscar a verdade quando a sociedade, respaldada em uma tradição, já a têm? Aliás, o que é a verdade? Não será aquilo que as pessoas creem que seja? O que observamos nos livros de história e mesmo nas fontes documentais é a verdade ou uma versão aceita (ou que deseja ser aceita) da mesma?  Em termos históricos, existe verdade?
Enfim, para que não fiquemos apenas nessa frase, selecionei algumas outras, as quais também sempre aparecem nas listas das sentenças top da história do cinema. Vamos lá: 


Fredo, você é o meu irmão mais velho e eu o amo. Mas, jamais coloque-se novamente contra a família. Jamais!
(Al Pacino para John Gazale em O Poderoso Chefão, 1972)


Francamente, querida, eu quero que se dane!
(Clark Gable para Vivien Leigh em ...E o Vento Levou, 1939)


As pessoas vão pensar o que eu disser para elas pensarem.
(O magnata da imprensa vivido por Orson Welles em Cidadão Kane, 1941)


- Você é Norma Desmond. Você trabalhava em filmes mudos. Você era grande.
-Eu sou grande! Os filmes é que ficaram menores.
(William Holden e Glória Swanson em Crepúsculo dos Deuses, 1950)


Prove...
(Walter "Jack" Palance para Elisha Cook, Jr. em Os Brutos Também Amam, 1953)


Seus olhos estão cheios de ódio, 41. Isso é bom. O ódio mantém um homem vivo. 
(Jack Hawkins em Ben Hur, 1959)


Finalmente o fizemos! Seus maníacos! Vocês destruíram tudo! Malditos! Que vão todos para o inferno!
(Charlton Heston em O Planeta dos Macacos, 1968)


Ainda não construíram uma prisão capaz de me segurar. Eu vou sair desta cadeia nem que eu tenha que passar minha vida inteira aqui.
(Woody Allen em Um Assaltante Bem Trapalhão, 1969) 


Luca Brasi dorme com os peixes.
(Abe Vigoda em O Poderoso Chefão, 1972)

Crédito das imagens:
Cartaz original do filme "O Homem que matou o Facínora":
http://www.moviepostershop.com/the-man-who-shot-liberty-valance-movie-poster-1962/IB94970
Foto de Orson Welles no filme Cidadão Kane:
https://www.theguardian.com/film/2016/mar/28/scale-of-hearst-plot-to-discredit-orson-welles-and-citizen-kane-revealed
Demais imagens: fotogramas dos respectivos filmes. 





Nenhum comentário:

Postar um comentário